Toré

.
Do canto dos velhos

O chamado da terra
Na mão maracá
Pro som que revela

História presente
Que nunca morreu
A ancestralidade
Que o Brasil recebeu

Do cachimbo a fumaça
Pro guerreira dançar
Firma o pé índia sábia
  Faz alma balançar

Não somente festa
Sagrado ritual
Consagrado à mãe terra
Espanta todo mal.

Keyane Dias
18.12.13 – Olivença (BA)

*   *   *

Poesia inspirada pelo canto e pela força de Maria Muniz, a Dona Mayá, indígena da etnia Pataxó Rã Rã Rãe, durante vivências no Assentamento Terra Vista, em Arataca (BA). Outra inspiração é o canto das mulheres Kayapó, que pude ouvir e guardar para sempre na memória, durante a VII Aldeia Multiétnica do Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, em São Jorge (GO).

Foto: Délcio Gonçalves, durante a Aldeia Multiétnica em São Jorge, Goiás (2013)

Foto: Délcio Gonçalves, durante a Aldeia Multiétnica

.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s