DESAVERSOS (POESIAS)

Uni[verso]

.
Quando um poeta se vaipoesia-piuma-mentalista
,
A noite brilha diferente.
Qual seria sua sina,
Se não juntar-se às estrelas?
E encontrar o insondável
De mistérios não versados.

Quando um poeta se vai,
Ele próprio vira a poesia.
Palavra cósmica
Uni[verso] diverso.

Keyane Dias – 04.11.14

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s