Desata[dor]

O início de um novo ano pediu atenção, consciência, leveza, firmeza, reconciliação. Para selar o fim de ciclos que vão…


Cedo ou tarde,

A vida pede que se desatem
Os nós.
Alguns parecem ponto na carne,

Desafrouxar dói.
Outros são como laços,
Soltam leves, macios.
Cegar um nó é escolha.
Desafrouxar também.
Quando alguém desata nós,
Liberta os eus:
Desata[dor].

Keyane Dias — 24.12.14

yoga16

Ilustração: Eva Uviedo

2 comentários sobre “Desata[dor]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s