Anicca

Poesia inspirada na experiência com a meditação Vipassana, no tradicional retiro de 10 dias para mergulhar no inconsciente. Salve Goenka e todas as meditadoras e meditadores que me possibilitaram este presente.

ciclos

Autoria da foto: desconhecida

O grito do silêncio
Despertou o meu vulcão.
Desafio dado a compreender
O que sinto.

No rio quente da memória,
Fito o que me faz pesar.
Pedras lançadas
Pelo vulcão do inconsciente.

Nua de mim,
Vou vagarosa,
Disseco-me.
Pedras profundas precisam sair.

Aprendo a observar.
E semelhante ao pó
Na sabedoria do vento,

O que foi peso se desfaz,
Impermanece.

Eis que acho a porta
Carregando a chave certa.

— Keyane Dias – 20.03.15

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s