Elementar

Ilustração: Lisi Cardenas

Apartada da origem primeira,
fui parida pelo tempo,
velho genitor
de minhas existências.

Sou água e pó,
emoldurada em meus etéreos.
Sou fogo e ar,
sutilizada em ancestrais memórias.

Não me cabe pretender redescobrir
a origem esquecida.
Prefiro aprender a sentir
minha humanidade elementar.

Sentindo-me,
com laboriosa coragem,
descaverno em mim
o “coração do mundo”.

Parte em parte,
descubro não haver apartação.
Apenas anuviei-me no sono
da sagrada lembrança.

É da semente universal,
que a tudo principia,
finda e refaz,
que fui gerada para cocriar.

Na solitária senda coletiva,
nos passos do despertar,
renasço para o labor
de minha sublimação.

Key Dias — 11.03.2017

 

4 comentários sobre “Elementar

  1. Adorei Keyan
    ‘elementar’ chagou profundo em mim. Gratidão!
    mas tem uma exprexão que não consigo comprender certo, ela é: ‘finda e refaz’ na ante-ultima estrofe. Voçe pode me aclarar pra eu comprender?

    • Querido Nahuel!

      Que bom você por aqui. Então, “finda e refaz” quer dizer algo como “encerra (de finalizar) e recomeça”.

      Grande abraço pra ti. Manda notícias no Face!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s