Deságua

.

Ilustração: John Bermond

Deságua!
Diz a água.
Anseio de braços úmidos,
o
rigem de meu corpo nu.

És útero de encantações,
espelho sereno do desavessar,
cuia de lágrimas lunares,
mãe de emoções perdidas.

Deságua…

Mergulha sem ter medo
e navega livre de apego,
pois destino não é desejo
e o fim é além do mar.

Key Dias — 30.11.2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s