ESCRITURAS

Odoyá

.

paulicasanto_iemanja-copy1
Ilustração: Paulica Santos

Quando ela chega tudo vem
Nada fica no lugar
Traz segredos, leva medos
Seu amor vem consagrar

Nas águas de mainha
Homem bravo vi chorar
Mulher forte se alevanta
Entoa cantos do alto-mar

Com ela, vou-me embora
Pelo mundo a girar
Tanto canto, tanta gente
Encontros não há de faltar

Dia dois de fevereiro
Dia de Yemanjá
A força dessa Rainha
Faz meu corpo balançar

Mas moro num lugar distante
Longe, bem longe do mar
A rosa do meu coração
É o que posso lhe ofertar

Aceite, minha sereia!
Nas águas que tudo há
No teu dia, minha senhora
Te saúdo, Odoyá!

Key Dias – 02.02.13 / 29.01.2015
Com colaboração do meu mestre de Capoeira Angola, Formiguinha!

* * *

Um hino que inspira:


.

ESCRITURAS

Encontro com o mar

.
Quando me vi, estava frente a ele

Seu mistério me encantou
Quando me vi, queria desvendá-lo
Ele aos poucos se deixou

Por trás dele, há ela
Ele e ela
Quando me vi, ver era pouco
Quando o vi, senti o amor dela

Ela o trouxe, pertinho
Ele me abraçou, sorrindo
Como a vida, sem nunca parar
Senti o ir e vir da ondas do mar

Mistério vivo que quer vida
Adentrei as águas de Iemanjá
Ele, ela. Ela, eu.
Encontro que traz sentimentos meus

Virei água, transbordei
O medo fez minha maré subir
Silenciei, confiei nas águas
Minha maré desceu e eu sorri

Porque desvendar seus mistérios
Se ele mesmo está a mostrar?
No mar encontrei segredos
Ainda há muito pra navegar.

* * Key Dias – 11.01.13 * *
Praia do Matadeiro – Florianópolis (SC)

iemanja
.