Calçadas literárias

.
Desde as minhas andanças juvenis do tempo em que eu matava aula, havia um livro no meio do caminho. E antes mesmo de eu andar por ali, as calçadas do Teatro da Praça de Taguatinga já serviam de prateleiras literárias.

(Por Key Dias, escrita em 05.09.11.
Fotos: Gabryelle Gadêlha
)

sebo1

Oito anos depois do primeiro exemplar vendido, cerca de 300 pessoas passam todos os dias pelo sebo de rua mais antigo e tradicional de Taguatinga (DF). Ao lado do Complexo Cultural Teatro da Praça, onde está a Biblioteca Pública Machado de Assis, o baiano José Everaldo da Silva abastece todos os dias uma kombi com parte das centenas de livros usados que possui. Por lá tem de tudo, da filosofia de Nietzsche a apostilas para concursos, de livros cabalísticos a didáticos, bestsellers adolescentes, quadrinhos, Machado de Assis, Cecília Meireles, Garcia Márquez, entre outros.

“O ditado diz que brasileiro não lê, mas eu contesto isso todo dia”, comenta Everaldo ao ressaltar a diversidade de pessoas que atende diariamente. Poucos minutos por perto é suficiente para comprovar que a rotatividade de compradores e curiosos não para, assim como os títulos que são trocados e vendidos, com preços a partir de R$ 1. “Tenho clientes antigos que vêm aqui toda semana ver as novidades. O ‘livro de rua’ atrai as pessoas muito mais que os de loja”.

sebo2 Continuar lendo