Yoga Massagem Ayurvédica

.
WhatsApp Image 2019-06-11 at 1.19.40 PM

Criada há pouco mais de 30 anos pela indiana Kusum Modak, a Yoga Massagem Ayurvédica (YMA) é uma técnica corporal com profunda ação terapêutica. Une movimentos vigorosos de massagens ayurvédicas, utilizando mãos e pés, com alongamentos e trações da Yoga. É aplicada em tatame no chão, com óleos vegetais (de acordo com cada biotipo/dosha predominante) e vacandi (pó da raiz acorus calamus ou do ginseng brasileiro). Atua na musculatura, sistema circulatório, nervoso e articulações. De forma progressiva, equilibra o fluxo de energia vital, estimula o sistema imunológico e proporciona alinhamento, vitalidade, liberação de toxinas e de bloqueios físicos e emocionais.

Cada atendimento dura 1h30.

Origem
Kusum Modak desenvolveu a Yoga Massagem Ayurvédica a partir de sua vivência e estudo com o renomado yogi B.K.S. Iyengar e como aprendiz de mestre Limaye, profundo conhecedor da massagem tradicional indiana. Foram 20 anos de prática com Iyengar, no seu instituto em Pune (Índia), e quase dois anos acompanhando as curas de mestre Limaye, que a iniciou na arte da massagem. Com mais de 80 anos, Kusum vive na Índia e não realiza mais atendimentos, dedicando-se apenas ao ensino da técnica, sua missão de vida. Esteve no Brasil em 2009 e 2011, onde iniciou e aprimorou terapeutas habilitados a multiplicar a YMA.

“Pouco a pouco o corpo vai se abrindo como uma flor, pétala por pétala.
E, dessa forma, livre das pressões internas e externas por meio
de uma completa interação c
orpo e mente,
vão ocorrendo as mudanças físicas e psicológicas”.

~ Kusum Modak ~

Sobre a terapeuta
Keyane Dias é Terapeuta Ayurveda formada pela Escola de Ayurveda, com treinamento de imersão no centro de estudos Arya Vaidya Pharmacy, em Coimbatore, Sul da Índia. Instrutora de Hatha Yoga, Yogaterapia Hormonal para Mulheres e praticante em formação do método Iyengar Yoga. Atende também com Yoga Massagem Ayurvédica. É aprendiz de saberes tradicionais do Brasil e iniciou seus estudos sobre o corpo em 2011, através da Capoeira Angola. É poeta e compartilha o sagrado da escrita como ferramenta de autoconhecimento, tendo publicado dois livros.