Palavra Semente

Se me nego a escutar, logo perco o limiar da palavra.
Palavra não escrita, nem falada.
Palavra semente.

Haa, palavra!
Se escuto, te sinto brotar em mim.
É quando tu despertas e a minha ansiedade descansa no silêncio.

Pois vem!
Brota aqui, no chão do meu terreiro.
Quero cheirar as flores da poesia e colher os frutos da sua prosa.

Porém, se não encontrares em mim o adubo que te alimenta, descansas.
Minha terra por vezes é árida.
Mas, em silêncio, cultivo mudas de pensar.

Keyane Dias
24.09.14 – Taguatinga (DF)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s